segunda-feira, 20 de agosto de 2012


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima-se que cerca de 180 milhões de pessoas em todo o mundo apresentam algum tipo de deficiência visual. 

O Brasil participa desta estatística com 4 milhões de deficientes visuais e aproximadamente 1 milhão de cegos.

A Oftalmovida recomenda que você visite seu oftalmologista ao menos uma vez ao ano, com a freqüência de consultas preventivas pode-se  detectar doenças precocemente e tratá-las com grande chance de cura.

Os cuidados com os olhos devem começar ainda na infância.

Todo recém nascido deve ser submetido ao teste do olhinho, pois o exame pode ajudar no diagnóstico precoce das doenças congênitas como a catarata, o glaucoma, a rubéola e toxoplasmose. 

Em caso de prematuros o exame é imprescindível, pois eles tem mais chances de desenvolver alterações na retina.

É preciso ficar atentos nos primeiros anos de vida e qualquer problema como estrabismo ou lacrimejamento constante, é a indicação aos pais ou pediatra para um encaminhamento ao oftalmologista.
 
Entre as doenças mais comuns detectados na infância são os estrabismos, a miopia, astigmatismo e hipermetropia.

Nos adultos também ocorrem os erros refracionais com a necessidade de utilizar óculos para correção e a partir dos 40 anos, o glaucoma

Já nos idosos ocorre a catarata, degeneração macular, glaucoma, complicações do diabetes e presbiopia.

Consulta Oftalmológica – Os adultos devem consultar um especialista mesmo se não houver sintomas, a cada dois ou três anos, e realizar um exame oftalmológico de rotina.
Já as crianças com idade escolar e com queixas de pouca de visão, dor de cabeça e prejuízo no rendimento escolar, os pais devem levá-las para serem examinadas por um oftalmologista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário